Alunos Online - Trabalhos Escolares e Educação




Esqueci minha senha

Solutos e soluções moleculares e iônicos

As soluções químicas dependem do tipo de soluto que é adicionado na sua preparação

As soluções iônicas e moleculares se diferenciam principalmente pelo fato de que as soluções moleculares não contêm íons; e as iônicas, sim. Vejamos como obter cada uma dessas soluções de acordo com o soluto adicionado ao solvente:

1. Soluto molecular: esses solutos que não possuem íons em sua constituição inicial podem tanto originar soluções moleculares, quanto soluções iônicas.

1.1- Soluções moleculares: por exemplo, se misturarmos açúcar, que é um composto molecular, cuja fórmula é C12H22O11, obteremos uma solução molecular, pois as suas moléculas simplesmente irão ser separadas pela água, desprendendo-se umas das outras, permanecendo inteiras, sem subdivisões.

C12H22O11(s)  C12H22O11(aq)

A quantidade de moléculas presentes é feita através da relação entre o número de mol e o número de Avogadro, conforme mostrado a seguir:

1 mol de C12H22O11(s)  1 mol deC12H22O11(aq)
6,0 . 1023 moléculas  6,0 . 1023 moléculas

Exemplo de solução molecular entre água e açúcar

1.2 – Soluções iônicas: no entanto, os ácidos e a amônia, que são compostos moleculares, originam soluções moleculares quando dissolvidos em água. Por exemplo, se misturarmos HCl (ácido clorídrico) em água ele será ionizado, ou seja, irá ocorrer uma atração elétrica entre os polos negativos e positivos da água com os polos da molécula do ácido. Desse modo, haverá uma formação de íons: o cátion H+ e o ânion Cl-. Assim, originar-se-á uma solução iônica ou eletrolítica, pois ela conduz corrente elétrica.

HCl  H+ + Cl-

Para identificar a quantidade de moléculas presentes depois da ionização, veja o caso da dissolução do ácido sulfúrico em água:

1 mol de H2SO4(aq)   2 H+(aq) + 1 SO2-4(aq)
6,0 . 1023 moléculas  2 . (6,0 . 1023) íons + 1 . (6,0 . 1023) íons

6,0 . 1023 moléculas  3 . (6,0 . 1023) íons

Observe que não ocorre o mesmo que no caso anterior, pois há mais partículas presentes que no início, mostrando que houve a formação de íons que não existiam antes.

O número de íons presentes depende do soluto que foi adicionado e do seu grau de ionização (α). Esse grau de ionização é dado pela fórmula a seguir:

α = número de mol de soluto ionizado
      número de mol de soluto inicial

Quanto maior o grau de ionização, mais forte o composto é.

2. Soluto iônico: esses sempre originam soluções iônicas, pois como esses íons já existem no composto, eles são apenas separados, ocorrendo uma dissociação iônica. 

Um exemplo é o sal de cozinha, cloreto de sódio (NaCl) que ao ser solubilizado em água tem os seus íons, já existentes anteriormente, separados pela atração elétrica com os polos da água. Com isso, temos:

NaCl(s)   Na+(aq) + Cl-(aq)
1 mol de NaCl(s)    1Na+(aq) + 1 Cl-(aq)

6,0 . 1023 fórmulas  1 . (6,0 . 1023) íons + 1 . (6,0 . 1023) íons

6,0 . 1023 moléculas  2 . (6,0 . 1023) íons

Exemplo de solução iônica entre água e sal

Nesse caso, o número de partículas presentes na solução é duas vezes maior que o número de partículas que foi adicionado à água.


Por Jennifer Rocha Vargas Fogaça
    Deixe seu comentário para "Solutos e soluções moleculares e iônicos"


    DESTAQUES
    Confira os destaques abaixo

    ..................................................

    Inglês
    Aprenda o conceito e as classificações dos artigos utilizados na língua inglesa.

    ..................................................

    História do Brasil
    Informe-se a respeito de como viviam os índios na época do descobrimento do Brasil.

    ..................................................