Alunos Online - Trabalhos Escolares e Educação




Esqueci minha senha

Propriedades da matéria

Um químico consegue identificar determinada substância por meio de suas propriedades

As substâncias possuem algumas propriedades que podem ser comuns as de outras substâncias ou que podem diferenciá-las. Por exemplo, o limão e a laranja são substâncias ácidas; esta é então uma propriedade comum entre tais frutas, no entanto, o cheiro de ambas é bem característico de cada uma.

É muito importante determinar essas propriedades. Por exemplo, se ocorrer um assassinato, a fim de se identificar o autor são coletadas pistas, como substâncias presentes no local do crime, e são feitos cuidadosos experimentos para identificar essas substâncias e assim relacioná-las ao criminoso. Assim, por meio de suas propriedades, identificam-se substâncias presentes em alimentos, medicamentos, substâncias tóxicas, tecidos de roupas, entre outros.

As propriedades dos compostos são caracterizadas pelo comportamento deles quando submetidos a agentes como calor, luz, contato com outras substâncias, etc.

Existem vários tipos de propriedades, entre elas temos as apresentadas e explicadas abaixo:

1. Propriedades Gerais

São aquelas propriedades apresentadas por todas as substâncias, como massa e extensão.

2. Propriedades Funcionais:

As substâncias que pertencem a um mesmo grupo funcional (como os ácidos, as bases, os sais e os óxidos) possuem propriedades que se repetem entre elas. Por exemplo, as substâncias do grupo ácido costumam ter sabor azedo, enquanto que as do grupo básico possuem em comum o sabor adstringente e cáustico.

3. Propriedades Específicas:

São as propriedades que cada substância individualmente apresenta. As principais propriedades específicas são: físicas, químicas e organolépticas. Vejamos cada uma delas:

3.1. Propriedades Físicas:

Dizem respeito a características inerentes ou particulares, que independem da transformação da substância com outras. São fenômenos de medidas físicas, como a densidade, os pontos de fusão e ebulição, o calor específico, a solubilidade, etc.

Por exemplo, o ponto de ebulição do éter não é o mesmo que o do óleo lubrificante para automóveis. O éter tem a propriedade física de se evaporar facilmente, enquanto que com o óleo isto não ocorre.

Essa propriedade é muito importante principalmente para a identificação das substâncias.

3.2. Propriedades Químicas:

São aquelas relacionadas às transformações químicas que as substâncias sofrem, ou seja, são transformações que alteram as suas constituições. Por exemplo, o ferro enferruja, no entanto, isso dificilmente ocorre com o ouro. Outro exemplo: o álcool sofre combustão, a água não.

O álcool e a água, apesar de serem bem parecidos visualmente, podem ser distinguidos por suas propriedades químicas distintas, como a propriedade da combustão.

3.3. Propriedades organolépticas:

São aquelas que percebemos pelos nossos sentidos, como o sabor, o cheiro, o odor e a cor. Por exemplo, podemos distinguir um anel de ouro de um de prata simplesmente pela cor.

No entanto, apesar de serem úteis, essas propriedades nem sempre podem ser utilizadas para a identificação de determinados compostos. Como não sabemos de que material se trata, não podemos cheirá-lo ou ingeri-lo, pois tais ações podem ser potencialmente tóxicas e fatais.


Por Jennifer Rocha Vargas Fogaça
    Deixe seu comentário para "Propriedades da matéria"


    DESTAQUES
    Confira os destaques abaixo

    ..................................................

    Química
    Aprenda a classificar corretamente os diferentes tipos de materiais magnéticos.

    ..................................................

    Gramática
    Fique ligado em alguns casos especiais de concordância verbal.

    ..................................................