Alunos Online - Trabalhos Escolares e Educação




Esqueci minha senha

Linguagem verbal e Linguagem não verbal

A linguagem verbal se demarca por meio de palavras e a não verbal por meio de outros recursos

Posicionados como seres eminentemente sociais, estabelecemos as interações com nossos semelhantes por meio de diferentes tipos de comunicação, bem como convivemos de forma recorrente com as distintas maneiras pelas quais esse comunicar se manifesta. Assim, andando pelas ruas, adentrando um recinto qualquer, participando de algum evento, visitando algum ponto turístico, assistindo à televisão, enfim, independente de quaisquer que sejam as circunstâncias, deparamo-nos com a linguagem expressa por meio de palavras, como, também, aquela demarcada por meio de símbolos, ou ainda constatando uma mescla entre elas, ou seja, a verbal associada à não verbal.

Pois bem, mais do que constatá-las, torna-se necessário conscientizarmos de que todas elas trazem consigo um objetivo, uma intenção, de modo a provocar no interlocutor aquilo que se pretende mediante o ato da enunciação. Dessa maneira, torna-se fácil compreendermos as finalidades a que se presta um humorista ao contar uma anedota, obviamente, ou seja, nada mais ele pretende que provocar o riso, estabelecer a comicidade por meio do discurso que produz. Outras vezes, em se tratando das charges, dos cartuns, das histórias em quadrinhos, o emissor se volta para algumas intenções norteadas de uma carga ideológica que, embora muitas não tão explícitas, evidente, mas impressas por meio das entrelinhas, do não dito. Essas intenções, na maioria dos casos, são reveladas por uma crítica geralmente direcionada a personagens específicos, ligados à política, ou até mesmo realizada de forma genérica, cujos apontamentos se materializam sob uma ótica voltada para o fato social de uma forma ampla.

Com base nesses pressupostos, cabe ainda fazer menção a um fato que prepondera quando as intenções, como antes expresso, encontram-se implícitas, reveladas então pelo entendimento, pela interpretação que se atribui a uma determinada forma de comunicação, aspecto esse que se dá mediante o conhecimento de mundo advindo do próprio interlocutor, da leitura que faz dos acontecimentos, dos fatos ligados à sociedade, os quais se encontram à volta dele. Assim, para constatar um pouco mais acerca dos aspectos que norteiam essa questão, convidamo-lo(a) para acessar o texto “Inferências linguísticas”.     

Agora que estamos munidos das compreensões aqui ressaltadas, voltemos, como necessário, ao conceito de linguagem verbal, a qual possui como recursos expressivos as próprias palavras, materializada por meio de textos orais ou escritos e ainda manifestados sob a forma de verso ou de prosa. Dessa forma, ao nos vermos diante de um cartaz cujo discurso assim se materializa:

A linguagem verbal se materializa por meio de palavras
A linguagem verbal se materializa por meio de palavras

Compreendemos que a passagem por aquele local (pela grama) não é recomendável.

Analisemos alguns exemplos nos quais se manifesta a linguagem não verbal:

O sinal vermelho indica “proibido seguir adiante”
O sinal vermelho indica “proibido seguir adiante”

A placa de trânsito alertando sobre a existência de animais na pista
A placa de trânsito alertando sobre a existência de animais na pista

A placa de trânsito revelando ao motorista para que ele vire à direita
A placa de trânsito revelando ao motorista para que ele vire à direita


Por Vânia Maria do Nascimento Duarte
    Deixe seu comentário para "Linguagem verbal e Linguagem não verbal"


    DESTAQUES
    Confira os destaques abaixo

    ..................................................

    Química
    Entenda o que é bomba de hidrogênio e qual seu poder de destruição.

    ..................................................

    Gramática
    Que tal aprender a caracterizar corretamente as interjeições? Clique!

    ..................................................