Alunos Online - Trabalhos Escolares e Educação




Esqueci minha senha

Fraturas

Recebe o nome de fratura a quebra parcial ou total de um osso.

A quebra de um osso é denominada fratura

O tecido ósseo é um tipo de tecido conjuntivo caracterizado por sua substância fundamental ser extremamente rígida em virtude da presença de cálcio. Os ossos atuam no corpo ajudando na sustentação e na proteção dos nossos órgãos.

As fraturas são uma interrupção completa ou parcial da continuidade de um osso. Essas interrupções podem ter diversas causas, sendo uma delas o impacto (fratura traumática). Além disso, elas podem ser decorrentes do enfraquecimento dos ossos em razão de alguma doença (fratura patológica) e, neste caso, a fratura ocorre com impactos que em pessoas normais não causariam nenhum dano. A fratura patológica pode ocorrer, por exemplo, em pessoas com osteoporose (enfraquecimento do osso causado pela perda de cálcio).

As fraturas geralmente causam prejuízos aos tecidos próximos ao osso, levando a sérias complicações. Um osso quebrado pode, por exemplo, lesionar órgãos internos, como o pulmão. Em casos mais graves, a perfuração de órgãos internos pode levar à morte. A lesão dos tecidos adjacentes é muitas vezes pior do que a própria fratura.

Quando uma fratura faz com que o osso perfure a pele, temos uma fratura exposta ou aberta. Quando isso não ocorre, temos uma fratura simples ou fechada. Quando a perfuração da pele ocorre, temos outro problema em questão: o risco de infecções e hemorragias.  Nesse caso, os cuidados devem ser redobrados. Uma fratura pode ser, ainda, completa ou incompleta. A fratura completa é aquela que atinge inteiramente a estrutura óssea, enquanto a incompleta gera lesão parcial. Existe ainda a fratura cominutiva, em que o osso é dividido em mais de dois pedaços, é como se ele fosse “esmagado”.

Uma fratura pode ser diagnosticada facilmente através de exames de raios X. Seu tratamento irá depender da gravidade de cada caso. Geralmente, opta-se pela reparação natural do osso, mas para que ele se restabeleça de maneira satisfatória, é necessário que as partes fraturadas estejam alinhadas e imobilizadas.

O processo de cicatrização da fratura ocorre da seguinte forma. Inicialmente, na região lesionada, ocorrerá a formação de um coágulo sanguíneo. Posteriormente, esse coágulo será invadido por fibroblastos e capilares. Esse coágulo formará, então, um tecido denso e compacto denominado calo temporário. Esse calo temporário vai agir “colando” a fratura. Gradualmente, esse calo será convertido em tecido ósseo através da proliferação de osteoblastos.

As fraturas normalmente não deixam sequelas, mas é importante saber como agir em cada caso. A primeira coisa a se fazer é garantir o socorro imediato da vítima: chame a emergência. É importante destacar que não se deve tentar colocar o osso no lugar e que ele deve ficar imobilizado. Em caso de fratura exposta, é importante que nenhuma substância seja colocada.


Por Vanessa Sardinha dos Santos
    Deixe seu comentário para "Fraturas"


    DESTAQUES
    Confira os destaques abaixo

    ..................................................

    Depressão
    Entenda os sintomas desse problema psicológico.

    ..................................................

    História
    Compreenda o que foi o Plano Marshall.

    ..................................................